30.6.17

Questionar já é uma microagressão?

Embora cada vez mais popular no circuito progressista, o conceito de microagressões ainda precisa de muito estudo.

A moderna tradição japonesa

Abre hoje, em Kioto, um novo Starbucks. Nos moldes de uma casa de chá japonesa. Eu não sei se estão melhorando o Starbucks ou fuleirando a casa de chá.

Ser freelancer não é fácil

E não era desde o Velho Oeste.

29.6.17

Praça de alimentação, não praça pública

Tendo ultrapassado os dois bilhões de usuários, as regras para censura do Facebook tem uma influência muito grande sobre o debate público em qualquer democracia. com a centralização das discusões na pataforma, é muito importante conhecermos o manual.

Corações racionais

Enquanto mulheres preferem homens mais ou menos da mesma idade, homens sempre preferem mulheres no início dos vinte anos. Mas essa preferência na diferença de idade é uma boa escolha?

26.6.17

Identificação

O pior dos e-readers é não ver o que os outros estão lendo e puxar conversa. Espero ansioso pelos leitores dupla face.

Crianças urbanas

Por que é importante que as crianças caminhem pela cidade? Para elas e para a cidade.

Não é impossível

Você tem algum dinheiro sobrando. Já pensou em comprar obras de arte?

24.6.17

Traidores da humanidade

Ensinar robôs - seja ética ou um ofício - é uma nova atividade promissora que tem seus dias contados.

22.6.17

Estou shipando essa dupla

Thinking of Julian makes me wonder, what is the sexiest quality in a man? Surely the sexiest qualities in a man are bravery and courage. Sexiness in a man is showing strength. Having convictions and having the courage to stand by them.

21.6.17

Desafio infinito

Battletoads is the video game equivalent of reading Finnegans Wake. It’s hard, it’s complex, you won’t understand it the first time through, and most rarely get to the end.

Existe algo de fato inefável?

Experiências, objetos, verdades, conhecimentos: há algo que escape à linguagem e exista?

Promiscuidade

Antes casual, a relação entre ficção científica e os futuros descritos em cenários hipotéticos é cada vez mais uma ferramenta de governos e corporações.

Muito confuso!

Uma contralto e um contratenor fazem um dueto, que parece dublado.

20.6.17

O insulto da hora

You are not special. You're not a beautiful and unique snowflake. You're the same decaying organic matter as everything else. We're all part of the same compost heap. We're all singing, all dancing crap of the world.

Cyberpunk no trem

Inspirado pelos livros de William Gibson e pela falta de espaço nos trens, Kerry Scharfglass criou um o Commute Deck.

Doutrina do Choque, parte II

Naomi Klein está de saco cheio de bilionários benevolente e como eles contornam o processo democrático. Ela também não está muito contente com Trump.

Sua única ferramenta

Você já pensou em todas as redes que se manifestam fisicamente no seu telefone celular e como uma série de objetos e práticas se instalou nele?

19.6.17

Eu toquei num dos infláveis quando estiveram em SP

Scarlett Johansson narra um documentário curto sobre Jeff Koons para o MOCA LA.

Tiro ao alvo

Houve um tempo que eu queria levar um tiro para saber como é. Se eu não já tivesse mudado de ideia, ia mudar com esse texto.

Hoje eu vou dormir cedo

Boulet tem uma noite de insônia (que nem eu, aliás.)

18.6.17

Sinto que você se sinta assim

O Sorry Watch comenta e corrige as desculpas de quem precisa se desculpar publicamente.

Blasfêmia!

The most potent form of gatekeeping is religion. When certain beliefs are deemed sacred, they are put beyond questioning. To challenge such beliefs is to commit blasphemy.

The accusation of cultural appropriation is a secular version of the charge of blasphemy. It’s the insistence that certain beliefs and images are so important to particular cultures that they may not appropriated by others. This is most clearly seen in the debate about Ms. Schutz’s painting “Open Casket.”

16.6.17

E nenhum Star XXXX à vista.

Os dez melhores filmes de ficção científica. Faltam ver dois. Um eu resolvo esse fim de semana.

O lado irônico da tecnologia

Cinco filmes curtos sobre a tecnologia de comunicação moderna. (Na verdade é um só.)

Dez minutos para começar

O jeito é meio palhaços, mas as tentativas desse professor de pensar em lugares públicos e as reações nos lembram de um problema muit importante.

14.6.17

In memorian

Embora pareça bobagem, escrever obituários é um dos melhores trabalhos que um jornalista pode ter.

Tesouros escondidos

Cada objeto encontrado é a prova de que uma vida foi vivida? Aqui está o convite de um casamento dos anos 1960. Esse casamento realmente existiu porque o convite está na minha mão e eu consigo imaginar como ele foi. Olha esta fotografia de um baile de 15 anos. Essa menina realmente existiu e sua história não foi esquecida porque está aqui, dentro deste livro.

Tantas cores

Palavras em inglês - coffee, office, access - que também são cores em hexadeximal.

Liberar é insuficiente

Proibir não é a única forma de impedir abortos, como mostra as leis que coagem a mulher nos EUA.

Esqueça a Pixar um pouco

Cinco animações para pocar sua cabeça.

Claro que vale a pena brigar por ideias!

Nada mais amargo que uma briga de amigos - principalmente se por motivos irreconciliáveis: assim foi o rompimento de Sartre e Camus. Com direito à cobertura da imprensa francesa.

12.6.17

Amway é melhor

Profissão: vendedor da Herbalife. Também conhecido como otário.



Perniciosa superstição

Quatrocentos e cinquenta anos depois de Espinoza, tem político que não entendeu esses pontos. (Trecho de Heretics!: The Wondrous (and Dangerous) Beginnings of Modern Philosophy

Escuela de asesinos

Um filme de propaganda americano da época da Guerra Fria, feito para ser exibido em países onde a democracia estava em perigo.

11.6.17

Uísque é Natu Nobilis ou Old Eight

Qual a diferença entre whiskey e whisky? E bourbon e whiskey? Todos têm gosto de madeira.

Feito à mão

Antes da máquina de escrever se popularizar, bibliotecários americanos inventaram uma "fonte" oficial para usar em seus catálogos.

Corta aqui!

As relações nas mídias sociais, estreitam ou afrouxam os laços? As mudanças nas amizades na Internet.

10.6.17

Orwell para os dias de hoje

Embora 1984 seja mais hypado, Politics and the English Language traz uma reflexão mais pertinente para os dias de hoje.

Ostentar é para os pobres

Today’s inconspicuous consumption is a far more pernicious form of status spending than the conspicuous consumption of Veblen’s time. Inconspicuous consumption – whether breastfeeding or education – is a means to a better quality of life and improved social mobility for one’s own children, whereas conspicuous consumption is merely an end in itself – simply ostentation.

Uma lista interessante

O New York Times não resistiu e fez sua lista dos 25 melhores filmes do século até agora. Eu só vi nove e nunca ouvi falar de vários.

9.6.17

Vivendo compactado

Se você tem claustrofobia, imagine morar nos cubículos dos trabalhadores chineses.

Creepy

Continuando a evolução dos robôs sexuais: tem um financiamento rolando para um robô que faz sexo oral.

Tem gente que pira na problematização

Mais que se tornar vegano, mais que parar de criar mascotes: tem gente que enxerga o dever de tornar os carnívoros herbívoros para proteger as presas.

5.6.17

Com pressa?

Dicas para ler um livro em um dia. Acho que esqueceram de uma dica importante: todo livro tem parte que podem ser puladas. Aprenda a identificá-las.

Nada escapa dos olhos do Senhor

Nada de dar a outra face: Igreja usa MMA como forma de evangelização. (Engraçado como eu não ligo para MMA, mas adoro matérias sobre ele.)

4.6.17

Zika foi o último bom

Embora muitas vezes refletissem preconceitos, nomes das doenças eram mais interessantes e fáceis de aprender antigamente.

3.6.17

Retomada

Maio foi o mês em que mais links apareceram aqui desde abril de 2009!

Departamento de Aquisições



Nova York em quadrinhos

A New York Times Magazine dessa semana tem como tema a cidade de Nova York e é toda em quadrinhos. David Mazzuchelli, Tom Gauld, Kevin Huizinga e adaptam matérias que já saíram na revista. Faltou Cris Ware, mas ele está na New Yorker da semana.